Ideb 2019: Educação do AM cresce no Ensino Médio e alcança metas nacionais no Fundamental

FOTOS: Arthur Castro/Secom
FOTOS: Arthur Castro/Secom

Avaliações relativas à rede estadual foram realizadas no ano passado e tiveram resultados divulgados nesta terça-feira (15/09)

A modalidade de Ensino Médio da rede pública estadual de educação do Amazonas cresceu e alcançou a média nacional de 3,5 pontos nas avaliações do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Isso significa que, em relação ao Ideb de 2017, houve um crescimento em números absolutos no rendimento dos estudantes avaliados em 2019.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, destacou que o avanço é resultado dos esforços do governo na área da educação. Os dados, divulgados nesta terça-feira (15/09) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), e apontam também que o Ensino Fundamental da rede manteve suas pontuações, não registrando decréscimos, alcançado as metas nacionais previstas.

Ao alcançar os 3,5 pontos no Ensino Médio, a rede pública estadual se posiciona no ranking entre os 12 melhores desempenhos do Brasil. O feito mostra um crescimento de 5,9% com relação ao último Ideb, de 2017. O crescimento interrompe ainda a queda nos índices dessa fase de ensino. Em 2015, o Amazonas alcançou 3,5 pontos, caindo para 3,3 na avaliação seguinte.

De acordo com o secretário de Estado de Educação em exercício, Luis Fabian Barbosa, os resultados do Ensino Médio colocam a rede estadual de ensino novamente em sua melhor posição já registrada durante todo o período de avaliação. Desde 2005, somente em 2015 a Secretaria de Educação alcançou os 3,5 pontos.

“Tivemos um avanço na educação que, neste momento, não pode retroceder. É importante que continuemos priorizando ações pedagógicas com foco em resultados que elevem não só os índices mas que façam diferença no processo de ensino e aprendizagem dos nossos estudantes”, destaca Luis Fabian.

Ensino Fundamental – Na modalidade de Ensino Fundamental, o Amazonas superou as metas nacionais colocadas pela avaliação, que acontece a cada dois anos.

Nos Anos Iniciais, a rede superou em 0,6 a meta de 5,2 definida pelo Ministério da Educação (MEC) para 2019, ao alcançar o resultado de 5,8 pontos. Com o resultado, a rede estadual também já superou a meta de 5,5 definida para o Ideb de 2021.

A manutenção do índice, que é idêntico ao da edição passada, rendeu ao Amazonas o 9º melhor resultado nacional entre as 27 unidades federativas do país.

Já nos Anos Finais, a rede estadual também superou a meta em 0,2, mantendo  a marca de 4,6 pontos e garantindo o  5º melhor resultado no ranking nacional.

Resultados – O crescimento da rede no Ensino Médio e a manutenção dos índices no Ensino Fundamental surgem após um período de mudanças contínuas na gestão da educação. Em um pouco mais de dois anos, a Secretaria de Educação teve oito diferentes secretários.

Os anos de 2018 e 2019 foram marcados por duas greves da categoria de profissionais da educação. A primeira, em 2018, durou 15 dias letivos. Em 2019, foram 45 dias letivos com escolas fechadas.

Ideb – O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é um indicador criado pelo Governo Federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas do país. A última edição, realizada em 2017, declarou a nota do Brasil como sendo 5,8 nos anos iniciais, 4,7 nos anos finais e 3,8 no Ensino Médio.