Polícia Civil prende dois homens acusados pelos crimes de furto qualificado e receptação

Foto: Divulgação/PC–AM
Foto: Divulgação/PC–AM

Na manhã desta terça-feira (07/04), por volta das 10h, a equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), sob da delegada-geral Emília Ferraz e coordenação do delegado Aldeney Goes, titular da unidade policial, cumpriu mandado de prisão preventiva em nome de Axel Andres Hug Rivas, 30, e Robson Ferreira de Souza, 41, suspeitos de envolvimento nos crimes de furto qualificado e receptação. A prisão foi efetuada na rua Areal, Parque São Pedro, zona oeste da capital.

 Conforme o delegado, no dia 31 de março deste ano, foi descoberto que vários aparelhos celulares haviam sido furtados de uma empresa no Parque das Laranjeiras, bairro Flores, zona centro-sul.

 “De início, as investigações apontaram que Axel Andres, funcionário da empresa, havia praticado o crime e fugido para um local desconhecido. Com o avanço das investigações, verificamos que alguns dos aparelhos roubados foram comercializados em sites de compra e venda, por Robson Ferreira, também, funcionário da empresa. Diante das informações coletadas e cientes que Axel havia se aliado a Robson, com o intuito de revender os aparelhos, representamos pela declaração da prisão preventiva dos indivíduos e deflagramos na data de hoje a ação para recuperar os objetos subtraídos”, comentou a autoridade policial

 Segundo o titular, as pessoas que adquiriram os aparelhos celulares oriundos do furto serão ouvidos e poderão responder pelo crime de receptação.

 Ainda de acordo com Goes, a ordem judicial em nome dos infratores foi expedida no dia 7 de abril de 2020, pelo Juiz George Hamilton Lins Barroso, da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus.

 Procedimentos – Axel e Robson foram indiciados pelos crimes de furto qualificado e receptação. Após os procedimentos cabíveis, eles serão encaminhados à Central de Recebimento e Triagem (CRT) para a audiência de custodia e ficarão à disposição da Justiça.