Governo do Amazonas disponibiliza dados durante reunião das comissões de transição

EQUIPES DE TRANSIÇÃO.2
EQUIPES DE TRANSIÇÃO.2


O Governo do Amazonas iniciou, nesta quarta-feira (07/01), o processo de transição entre as comissões designadas pelo governador do Estado, Amazonino Mendes, e pelo governador eleito, Wilson Lima. Por determinação de Amazonino Mendes, a atual gestão disponibilizará todos os dados referentes ao mandato tampão e se colocará à disposição para aditar procedimentos que possam corroborar diretamente com o novo governo.

Conforme o presidente da Comissão de Transição do Governo, o secretário da Fazenda, Alfredo Paes, a gestão de Amazonino Mendes está aberta para a troca de informações e disponibilizou nesta quarta-feira os primeiros dados fiscais do Governo.

“Por determinação do governador Amazonino Mendes, o Governo do Amazonas abre as portas para que a Comissão de Transição tenha acesso a todos os dados e fazer as análises deles. Nós estamos aqui dispostos a ajudá-los para que vocês tenham conhecimentos a todos os dados do Estado”, disse o secretário, em reunião, ocorrida no prédio anexo da Sefaz, bairro Aleixo, zona centro-sul.

Alfredo Paes salientou que o Estado está com as contas equilibradas. “O Estado está com a situação fiscal tranquila, trabalhando com o fluxo de caixa, que é mais importante, programando as suas despesas principais para encerrar o ano dentro desse equilíbrio”, frisou.

As comissões serão divididas nas áreas de saúde, educação, setor produtivo, segurança, infraestrutura, planejamento/administração e economia/finanças. A previsão é que as comissões tenham reuniões semanalmente até o dia 13 de dezembro.

Para o vice-governador eleito, Carlos Almeida, o encontro foi um momento importante para o início dos trabalhos da nova gestão. “É essencial para que possamos definir os passos e todo o nosso programa de trabalho”, disse Carlos.

Além de Alfredo Paes, compõem a comissão de Amazonino, o secretário de Saúde, Francisco Deodato, e o chefe da Casa Civil, Arthur Lins. Já pelo lado do governador eleito, o defensor público e vice-governador eleito, Carlos Almeida, o deputado estadual Luís Castro, e o advogado Acram Júnior.

LOA - A atual gestão convidou o novo governo para discutir, analisar e aditar, se necessário, a Lei Orçamentária de 2019, conforme determinação de Amazonino Mendes.