Governo do Amazonas paga mais de R$ 1 milhão, pendentes desde 2014, a programas de apoio a incubadoras e instituições de CT&I

Foto: Érico Xavier- Fapeam
Foto: Érico Xavier- Fapeam

O novo governo investiu cerca de R$ 26 milhões, no primeiro trimestre de 2018, para incentivar pesquisas com impacto social e econômico

Na contramão dos cortes anunciados, para este ano, pelo Governo Federal ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), o Governo do Amazonas liberou mais de R$ 1 milhão para quitar pendências de governos passados, desde 2014, relativas a programas na área de ciência e tecnologia (C&T).

O recurso foi destinado, em março, aos projetos do Programa de Apoio às Incubadoras (PRÓ-Incubadora) e ao Programa de Apoio à Manutenção de Equipamentos Multiusuários (PRÓ-Equipamento), desenvolvido em instituições de pesquisa. Ambos são coordenados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

A decisão do governador Amazonino Mendes de retomar investimentos fortalece a área de inovação e empreendedorismo no Amazonas, por meio da Fapeam, e contribui para o avanço de pesquisas científicas no estado.

 

A quitação dessas pendências é apenas uma das ações do novo governo  para alavancar o cenário de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) no estado. Neste primeiro trimestre de 2018, o Governo do Amazonas já investiu mais de R$ 26 milhões para incentivar pesquisas que tenham impacto econômico e social no Amazonas.

A previsão é que, até o fim de 2018, novos editais de programas sejam lançados para fomentar a CT&I no estado, sobretudo com foco no aproveitamento, desenvolvimento e fortalecimento dos municípios do interior.

PRÓ-Incubadoras – O Pró-Incubadoras apoia a estruturação de incubadoras de empresas, alinhadas aos princípios, processos e práticas do Modelo Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne). O programa incentiva ações conjuntas para promover a geração e o desenvolvimento sistemático dos empreendimentos inovadores.

Quase R$ 300 mil foram pagos para 10 incubadoras do Amazonas que tiveram propostas aprovadas. O valor é correspondente ao edital N°019/2014, que contou com um investimento de mais R$700 mil .

PRÓ-Equipamentos – O Pró-Equipamentos destina recursos para a manutenção corretiva e/ou preventiva de equipamentos de laboratórios multiusuários de médio e grande porte destinados ao desenvolvimento da pesquisa científica e tecnológica no Estado do Amazonas, visando mantê-los em bom funcionamento e evitar descontinuidade das atividades de pesquisa.

No mês de março, mais de R$ 800 mil foram pagos para o programa, correspondente ao edital de N° 014/2014. Ao todo, 22 projetos de instituições de ensino e pesquisa receberam o recurso financeiro. O edital contou com um montante de R$1,7 milhão.