Polícia Civil prende homem denunciado por tentar matar a ex-companheira, em março deste ano

FOTO: Divulgação
FOTO: Divulgação

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), sob o comando da delegada titular da unidade policial, Débora Mafra, cumpriu na tarde desta quinta-feira (07/12), por volta das 13h, mandado de prisão preventiva por tentativa de homicídio em nome de um homem de 29 anos.

De acordo com a autoridade policial, a prisão do infrator aconteceu em um conjunto habitacional situado no bairro Cachoeirinha, zona sul da capital. O mandado de prisão preventiva por tentativa de homicídio em nome dele foi expedido no dia 19 de março deste ano, pela juíza Andréa Jane Silva de Medeiros, no Plantão Criminal da Comarca de Manaus.

Conforme Débora Mafra, o homem estava sendo investigado por tentativa de homicídio que teve como vítima a ex-companheira dele, uma mulher de 27 anos. O casal estava em processo de separação e o infrator almejava ficar com a guarda da filha deles.

“No dia 17 de março deste ano, a vítima estava caminhando em via pública, na rua Raul Zagury, no bairro São Francisco, zona sul, quando foi abordada pelo ex-companheiro. O transgressor portava uma faca e começou a desferir golpes na ex-companheira, utilizando a arma branca. No momento do ato criminoso, ele repetia que se ele não fosse ficar com a criança, a vítima não ficaria também”, relatou Mafra.

 A titular da DECCM explicou que, ao longo das investigações em torno do caso, os policiais civis da especializada foram informados que o foragido da Justiça estaria na casa de uma amiga dele. A equipe da unidade policial se deslocou até o imóvel indicado e encontrou o homem escondido dentro de uma cama box.

O infrator foi indiciado por crime de tentativa de homicídio, combinado com a Lei Maria da Penha. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.