Amazonino determina deslocamento de equipe de órgãos estaduais para acompanhar situação em Humaitá

WhatsApp-Image-2017-10-28-at-12.54.14
WhatsApp-Image-2017-10-28-at-12.54.14

 
O governador Amazonino Mendes determinou na manhã deste sábado, 28/10, o deslocamento de equipes da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Casa Militar e Defesa Civil para o município de Humaitá, onde ocorreu um conflito entre garimpeiros e agentes de órgãos federais na sexta-feira. A comitiva, que seguiu viagem no fim da manhã, vai trabalhar na assistência às famílias desabrigadas com o incêndio de balsas e no levantamento de informações sobre o ocorrido.
 
Segundo o vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, a situação na cidade está controlada pela Polícia Militar desde a noite de ontem. Saraiva se reuniu pela manhã com o governador para tratar do assunto. “A investigação está em curso para que possamos entregar um relatório minucioso ao governador sobre os responsáveis por esse evento entristecedor, violentíssimo, para que o governo tome as providências adequadas”, afirmou Saraiva.
 
Informações preliminares obtidas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), após uma ação de fiscalização,  funcionários de órgãos federais atearam fogo em balsas que também serviam de local de moradia para os trabalhadores do garimpo. Ainda não há informações sobre o número de desabrigados.
 
“A ação do batalhão de Humaitá foi providencial e firme com relação ao tumulto  que tomou conta da cidade. Uma situação muito tensa e que será investigada a fundo. O governador Amazonino determinou a ida de uma equipe para Humaitá para fazer um levantamento e para que o estado, unido à prefeitura, recupere rapidamente a assistência às famílias afetadas”, acrescentou o vice-governador.
 
De acordo com o Comando-Geral da Polícia Militar do Amazonas, não houve registro de pessoas feridas com as ocorrências. Apenas danos materiais.