Seped participa da premiação da campanha Nota Fiscal Amazonense

Foto: Bruno Zanardo/Secom
Foto: Bruno Zanardo/Secom

A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped) participou, na quinta-feira, 16 de fevereiro, da entrega dos cheques referentes ao 18º do sorteio da Nota Fiscal Amazonense (NFA), que ocorreu no Manaus Plaza Shopping, localizado na avenida Djalma Batista, n° 2.100, Chapada, zona centro sul, da capital.

A campanha Nota Fiscal Amazonense é uma ação do Governo do Amazonas, por meio do Programa Estadual de Cidadania Fiscal, da Secretaria da Fazenda (Sefaz-AM). O objetivo do Programa é conscientizar os cidadãos sobre a importância dos tributos para a manutenção das atividades do Estado. Dessa forma, o cidadão contribui com o desenvolvimento do Estado e ainda escolhe uma instituição social, sem fins lucrativos, para concorrer a prêmios de até a R$ 50 mil.
Foram entregues os prêmios de R$ 5 mil a Talita Iramy Gusmão Limeira, Manoel Sousa, Aldemar Gaia Vieira, Caroline Ferreira Braga Contente, Cláudio Dálio Albuquerque Júnior, Airton Lopes de Oliveira, Irislene Andrade Praia Pereira e Naara Barbosa Massulo. Já o prêmio de R$ 10 mil foi para o Wilson Efren do Lago Reis e o de R$ 20 mil para o Patrick Farias Rocha.

As instituições sociais beneficiadas pelos sorteios foram a Associação de Deficientes Visuais do Amazonas (ADVAM) com R$ 8 mil; Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC) com R$ 6 mil; Lar das Marias e Abrigo Coração do Pai com R$ 4 mil cada; Lar Batista Janell Doyle, Desafio Jovem Manaus e Associação de Apoio à Criança com HIV (Casa Vhida) com R$ 2 mil cada.

A secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Vânia Suely de Melo e Silva, parabenizou o presidente em exercício da Associação de Deficientes Visuais do Amazonas (ADVAM), Raimundo Martins de Oliveira, pela premiação dos 8 mil reais e salientou importância desta campanha para contribuir com o crescimento e melhorias do Amazonas, bem como, apoiar financeiramente as Organizações da Sociedade Civil (OSCs). “Com um simples ato, de solicitar a nota fiscal eletrônica, nos tornamos participante dos investimentos dos recursos públicos do Estado. Esperamos que essa prática, torne-se um hábito de todos nós”.