Em Manaus, educador da rede pública estadual é tema de enredo de escola de samba

FOTO: DIVULGAÇÃO/SEDUC
FOTO: DIVULGAÇÃO/SEDUC

Atuando há mais de 20 anos no segmento da educação, Isaac Freitas, 51, servidor público estadual será homenageado no carnaval de Manaus, pela escola de samba que ajudou a fundar no ano de 2006. O Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S) Acadêmicos da Cidade Alta elegeu Isaac como uma das referências principais de seu enredo em 2016: “Cidade Alta traz a Magia do Passista para a Festa da Malandragem”.

A escola iniciará seu desfile às 2h30 da manhã, na madrugada de sexta-feira para sábado sendo a 4ª agremiação a se apresentar dentre as que compõem, em 2016, o Grupo de Acesso ‘A’ do carnaval de Manaus.

Com 51 anos, Isaac Freitas, é funcionário público da educação estadual atuando hoje como supervisor de merenda escolar das unidades de ensino da rede estadual que integram a Coordenadoria Distrital de Educação 7 da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Completando, em 2016, 40 anos de participações em desfiles de carnaval, Isaac fala da emoção e da alegria em ser homenageado. “Quando fui comunicado que seria o tema do samba-enredo da escola de samba que um dia ajudei a fundar, a emoção foi inevitável. Muito mais que o sentimento de alegria, é uma grande honra poder fazer parte da história da escola Acadêmicos da Cidade Alta”, revelou.

 Isaac Freitas conta que no ano de 2006, quando um grupo de amigos se reuniu com o ideal de fundar a escola de samba, a proposta era não somente a de criar uma agremiação para conquistar títulos. “Tínhamos um interesse social, que era oferecer uma alternativa de lazer e cultura para a comunidade do bairro de Educandos e, consequentemente, contribuir de forma saudável para a redução da violência entre os jovens do bairro. Esse ideal continua vivo e a escola se tornou referência”, disse.

Na madrugada de sexta para sábado, a escola de samba Acadêmicos da Cidade Alta iniciará seu desfile às 2h30 da manhã e Isaac Freitas será um dos personagens principais de um carro alegórico da agremiação, liderando cerca de 200 passistas.

 Porta-bandeira e gestora escolar - Há sete anos, Liliane Ferreira, 36, gestora da escola estadual Luis de Camões, localizada no bairro Japiim, zona Sul de Manaus, é também porta-bandeira do Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba A Grande Família. Neste ano, com o entusiasmo de sempre, ela pretende conduzir o pavilhão de sua escola e lutar pelo título.

 Sobre sua participação, como item de fundamental importância para a escola de samba, Liliane disse que ser porta-bandeira, é antes de tudo, uma grande responsabilidade. “Poder estar representando a escola e toda a comunidade da zona Leste de Manaus é muito gratificante. Carregar o pavilhão da escola de samba é muito importante, pois é o símbolo maior da escola” destacou.

 Atribuindo uma importância social à festividade de carnaval, Liliane comentou que os festejos podem, além de favorecer o divertimento, ser um incentivo cultural para jovens e adultos. “O carnaval é também o momento de divulgação da nossa cultura. Na escola na qual trabalho (escola estadual Luís de Camões) temos um projeto de aulas de percussão denominado ‘escolinha de ritmos’ e além da musicalização, ensinamos aos alunos que carnaval é cultura e expressão cultural”, citou.

Neste ano de 2016, a escola de samba A Grande Família desfilará neste final de semana, na madrugada de sábado para domingo, às 2h30 da manhã.

 Educador e coreógrafo - Outro destaque da educação estadual que mostrará sua arte do Sambódromo de Manaus neste final de semana é Nelson Filho. Com 45 anos e exercendo atualmente a função de assessor de suporte do Departamento de Gestão de Pessoas da Seduc na Coordenadoria Distrital de Educação 06, ele é também coreógrafo do Grêmio Recreativo Escola de Samba Balaku Blaku.

Para ele, os festejos carnavalescos são importantes por divulgar e revelar talentos. “Conseguimos divulgar a nossa cultura e valorizar a arte de profissionais como coreógrafos, estilistas e de tantos outros segmentos. O Amazonas é referência nacional e internacional, por exemplo, em movimentação artificial de carros alegóricos devido à experiência de profissionais de Parintins, que se destacam também no carnaval”, comentou.

Em 2016, a escola de bamba Balaku Blaku, da qual Nelson é coreógrafo, desfilará neste final de semana no Sambódromo de Manaus, na madrugada de sexta-feira para sábado, às 4h30 da manhã. A escola tem como enredo para este ano: “O alimento da vida: fé”.