Sistema permite receber o troco online e transferir saldo para conta corrente

Uma ferramenta que está em desenvolvimento por microempreendedores do Amazonas, com apoio do Governo do Estado via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), permitirá que estabelecimentos comerciais passem a fornecer o troco aos clientes de forma online. A ideia é que, no momento da compra, os consumidores utilizem o troco acumulado para uso pessoal e de maneira colaborativa com seus amigos. Intitulado de “Trocados”, o sistema estará disponível a partir de 2017.

O troco dos usuários será depositado pelos comércios cadastrados. As principais funcionalidades são: receber o troco, criar grupo de colaboração com os amigos, transferir o saldo para conta corrente e até para outros usuários.

A ferramenta está em desenvolvimento por pesquisadores no Amazonas e é um dos 40 projetos aprovados no âmbito do Programa Sinapse Inovação. O programa é uma parceria firmada entre o Governo do Estado, por meio da Fapeam, com a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi)), que visa transformar os resultados de projetos de pesquisa de universidades e instituições de ciência, tecnologia e inovação em produtos inovadores competitivos, além de fortalecer o empreendedorismo inovador.

Como o sistema funcionará – O sistema estará disponível na versão WEB para os comerciantes, e aplicativo, para os clientes. As principais funcionalidades na modalidade WEB são: inserir créditos, passar o troco, cadastrar administradores e operadores de caixa, fechamento de caixa e consulta de extrato.

Já no aplicativo, destinado aos consumidores, dentre as funções disponíveis está a troca do troco de maneira colaborativa com os amigos.

“No mercado já existem concorrentes com sistemas para passar e receber o troco. Essas análises nos permitiram perceber que eles seguem uma linha capitalista na qual o principal foco é receber o troco, acumular e sacar para sua conta corrente. Ou seja, tudo é voltado para beneficio do próprio usuário e esses negócios já nasceram com essa característica, o que significa que a percepção que fica na mente de quem se lembra do sistema é de algo individual”, disse o responsável pelo projeto de pesquisa, Silvestre Junior.

A equipe pretende transformar o sistema em algo social e colaborativo. “Acreditamos que o sentimento da amizade e do companheirismo pode estar presentes no dia a dia de cada um que usar o ‘Trocados”, disse Junior.