Defesa Civil do Amazonas recebe 19 toneladas de alimentos para doação a famílias afetadas pela cheia

Foto: Herick Pereira/Agecom
Foto: Herick Pereira/Agecom

O governador do Amazonas, José Melo, realizou na manhã desta segunda-feira, 9 de março, a entrega de mais de 19 toneladas de alimentos não perecíveis para a Defesa Civil do Estado. Arrecadados semana passada durante o jogo amistoso beneficente “Amigos de Delmo X Amigos de José Aldo”, que aconteceu na Arena da Amazônia, os suprimentos serão organizados em cestas básicas e doados para as famílias vítimas da cheia em municípios das calhas dos rios Juruá e Purus.

Segundo dados da Defesa Civil, mais de 13 mil famílias estão sofrendo os impactos da subida dos rios no Estado. A situação é de emergência em onze cidades amazonenses, a maior parte delas nas calhas do Juruá e Purus. Em outros cinco municípios, na região do Alto Solimões, a situação é de alerta.

Ainda esta semana, o material arrecadado durante a partida de futebol será entregue juntamente com a ajuda humanitária. A primeira-dama do Estado, Edilene Gomes de Oliveira, foi madrinha da partida e esteve à frente da campanha de arrecadação, iniciativa que também envolveu as Secretarias de Estado de Assistência Social (Seas), de Segurança Pública (SSP) e de Cultura e a Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel). O amistoso foi idealizado pelo vereador Fabrício Lima.

Para o governador, as campanhas solidárias geram contribuições importantes ao trabalho que já vem sendo realizado.  Melo garantiu recursos da ordem de R$ 30 milhões para atender as ações previstas com a cheia este ano. A projeção da Defesa Civil é que o nível dos rios continue subindo, aumentando o número de municípios afetados. Além das regiões de Juruá e Purus, espera-se cheia em grandes proporções também em municípios das calhas dos rios Madeira e Alto Solimões.

“Fiz um destaque de 30 milhões de reais para que a Defesa Civil possa se aparelhar com medicamentos, cestas básicas, materiais de limpeza e que também os municípios possam ter recursos para ajudar os ribeirinhos que estão nessa situação”, enfatizou o governador.

Na última quinta-feira, Melo visitou a cidade de Eirunepé, ao lado do Ministro da Integração, Gilberto Occhi, para acompanhar a situação nas regiões mais alagadas. No município (a 1.160 quilômetros de Manaus), a estimativa é que mais de duas mil famílias estejam sendo impactadas pela subida dos rios. Na ocasião, Melo e Occhi firmaram parceria para acelerar o atendimento aos municípios.

Ao todo, mais de 127 toneladas de mantimentos já foram distribuídas para a população que sofre com a enchente nas cidades em situação de emergência. Os alimentos arrecadados durante a partida beneficente serão enviados para os municípios de Boca do Acre, Canutama e Pauini, Envira, Ipixuna, Guajará, Itamarati, Eirunepé e Carauari, em situação de emergência.

Prosamim Bacia do São Raimundo – Antes da entrega de alimentos que auxiliarão vítimas da cheia, o govenador José Melo visitou o Parque Rio Negro, que está sendo implantado como parte do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), em sua terceira fase, na Bacia do São Raimundo, na zona oeste de Manaus.

O novo parque deverá ser inaugurado em até 30 dias, segundo o governador. O espaço já está com área para prática esportiva concluída, podendo ser usada pela comunidade do entorno, com academia a céu aberto e playground.