Escolas da rede pública estadual são beneficiadas com o repasse de itens laboratoriais

FOTO - DIVULGAÇÃO
FOTO - DIVULGAÇÃO

As escolas da rede pública estadual de ensino, integradas aos Programas Estratégicos de Indução à Formação de Recursos Humanos em Engenharias (Pró-Engenharias) e em Tecnologia da Informação (RH-TI) receberam, nesta semana, investimentos no valor de 700 mil reais em equipamentos laboratoriais doados pela empresa de telefonia móvel TIM Brasil. O repasse dos itens escolares aconteceu na tarde de segunda-feira, 24 de novembro, no Centro de Educação de Tempo Integral/Ceti Sérgio Pessoa Figueiredo, na zona leste, e contou com a participação de representantes do Governo do Amazonas e da direção nacional da empresa TIM Brasil.

 Criados pelo Governo do Amazonas e beneficiando atualmente a 280 estudantes, os programas “Pró-Engenharias” e “RH-TI” visam suscitar talentos para as áreas de exatas, além de contribuir para a formação dos estudantes da rede pública e favorecer o surgimento de profissionais de referência mediante o ingresso ao ensino superior. Ambos os programas são coordenados em regime de parceria pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).  

Os itens laboratoriais repassados pela empresa de telefonia foram acrescidos aos que já são destinados pelo Governo do Estado. Os novos itens serão disponibilizados às escolas que são polos de desenvolvimento dos programas Pró-Engenahrias e RH-TI, sendo elas: o Ceti Sérgio Pessoa Figueiredo e o Instituto de Educação do Amazonas (IEA), localizada no centro de Manaus. 

Segundo o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, com a parceria firmada com a empresa de telefonia TIM Brasil, o Governo do Amazonas reforça o ideal colaborativo entre entes Públicos e Privados com o intuito de aprimorar o atendimento à população. “É um investimento alto que está sendo feito em parceria com o Instituto TIM, para que tenhamos aqui em Manaus, especialmente, mão-de-obra qualificada. Em nome do Governo do Estado, vamos continuar a investir nos nossos alunos porque aqui nós temos o futuro do Amazonas”, ressaltou o secretário. 

Equipamentos - Dentre os novos itens laboratoriais cedidos, destacam-se: unidades de pesos e medidores; máquina para revolução de sólidos; refletor e copiador geométrico; instrumentos de medição; cronômetros de areia; teodolito à laser; tangram; kits lego mindstorm; kits arduino; kits raspberry pi; braços robóticos; protoboard; GPS; acelerômetro; rampas com sensores de movimento; cronômetros; balanças;  lentes, prismas; osciloscópios; estação de solda; tubos de ensaio, dentre outros. 

A gestora da escola, Amarilis Barroso, destacou a relevância do projeto para os alunos e para a comunidade da zona leste. “O Pró-Engenharias começou como um projeto piloto com o intuito de envolver os alunos do ensino médio com a área de Engenharia e Tecnologias da Informação e nós temos notado a evolução desse trabalho, pois é grande o interesse dos alunos nessa atividade. É um projeto que tem grande visibilidade para a escola e para a comunidade”, afirmou. 

Incentivo - Para a estudante do 3º ano do ensino médio, Kamila de Oliveira, 17, os itens repassados para incrementar os laboratórios só tendem a fortalecer ainda mais o projeto. “O programa já traz muito benefícios para os alunos, principalmente para os que sentem dificuldades na área de exatas e graças a esses equipamentos, teremos a oportunidade de tonar as aulas de exatas mais atrativas, pois os experimentos que nós realizamos nos laboratórios despertas a curiosidade sobre a área, tornando o aprendizado muito mais eficaz”, destacou a aluna.

 Segundo a professora de Química, Vânia Souza, que faz parte da equipe de colaboradores do projeto, o Pró-Engenharias é um grande diferencial na escola. “O projeto tem contribuído muito para a educação aqui em nossa escola, pois o nosso diferencial é o ensino focado na área de Engenharia e Tecnologias da Informação e com os laboratórios equipados com excelentes materiais, isso só tende a fortalecer o desenvolvimento das atividades, facilitando o ingresso dos nossos alunos no ensino superior”, comentou.

 Pró-Engenharias e RH-TI – Com o objetivo de acompanhar os estudantes da rede pública estadual e que apresentem aptidão para as áreas de exatas e tendência vocacional para seguir carreira nos vários ramos da Engenharia e também nos de Tecnologia da Informação, o Governo do Amazonas vem desenvolvendo os programas Pró-Engenharias e RH-TI.

 De acordo com o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, as ações em benefício dos estudantes são realizadas por meio de aulas práticas e teóricas. Durante as aulas, segundo o secretário, os alunos realizam atividades práticas e conhecem a rotina dos profissionais de Engenharia e Tecnologia da Informação, visitando empresas, linhas de montagem em fábricas, canteiros de obra, além de laboratórios e centros de pesquisa em universidades.