Projeto “Formando Cidadão” beneficiará 1,3 mil alunos da escola Nelson Alves Ferreira

Foto - Divulgação
Foto - Divulgação

A escola estadual Professor Nelson Alves Ferreira, localizada no bairro Betânia, zona Sul de Manaus, é a primeira escola estadual a receber dentro de suas instalações atividades do programa “Formando Cidadão”, da Polícia Militar do Amazonas (PMAM).Há 15 anos, mas até então realizado apenas dentro das unidades da PM, o Formando Cidadão promove ações de inserção social junto a jovens que vivem em situação de risco pessoal e social. O programa é realizado na capital e no interior do Amazonas.

“Trazemos esses jovens e adolescentes para um convívio saudável e harmonioso, no sentindo de fazer com que cada vez mais possamos combater a violência com a prevenção”, destaca o coordenador do “Formando Cidadão”, tenente-coronel Wanderley Yokoyama.

 Na última quinta-feira, o subcomandante-geral da Política Militar, coronel Moisés Cardoso, visitou a escola, para acompanhar como as atividades do Formando Cidadão estão sendo implantados na unidade de ensino da Betânia.

O subcomandante ressaltou que o programa levado para a escola Nelson Ferreira segue as mesmas diretrizes do “Formando Cidadão”, mas dará ênfase à conscientização ambiental dos estudantes daquela comunidade escolar. “É um trabalho no mesmo modelo do projeto já aplicado, mas com direcionamento ligado ao meio ambiente.Estamos direcionando aos nossos alunos uma formação cidadã, mas também uma formação preocupada e voltada para o meio ambiente. Essa é uma contribuição que a PMAM dá à sociedade”, disse o coronel Moisés.

Localizada na rua 5 de fevereiro do bairro Betânia, a escola Nelson Alves Ferreira atende, atualmente, 1,3 mil estudantes nos três turnos. No período da manhã e tarde a escola oferece o ensino fundamental, com turmas do 6º ao 9º ano. E à noite a unidade de ensino abriga turmas do Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

O piloto do programa “Formando Cidadão” na escola Nelson Alves Ferreira conta nesse primeiro momento com a participação de 40 estudantes, com idades entre 13 e 16 anos.

A coordenadora do Distrito 2 da Seduc, Mirian Verdes, disse que a torcida é para que os adolescentes se tornem multiplicadores de boas ações dentro e fora do ambiente escolar.

“Para a escola, esse trabalho da PMAM é muito importante, porque traz orientações aos alunos, algo muito oportuno, principalmente para aqueles que vivem em áreas de vulnerabilidade social. Depois de passarem pelo programa, eles poderão ser monitores dentro da escola”, comentou Mirian.

O gestor da escola Nelson Alves Ferreira, Maurício Costa, contou que já é possível perceber mudanças no comportamento dos estudantes participantes do programa. “A escola recebeu a PMAM de portas abertas. E o trabalho está contribuindo de forma significativa na formação dos alunos. O processo de transformação deles, principalmente no tocante ao ensino e aprendizagem, é significativo”, disse o gestor.

Maurício Costa lembrou que, ao saíram do projeto, os alunos terão oportunidades de ingressar no mercado de trabalho. Para isso, o programa conta com parcerias de empresas e instituições, como a Rede Amazônica de Televisão, Moto Honda, Manaus Ambiental, supermercados DB e construtora Andrade Gutierrez.

 Atividades – Segundo o coordenador do “Formando Cidadão”, o projeto piloto na escola vai oferecer aos participantes atividades esportivas, culturais, cursos profissionalizantes e encaminhamento para o mercado por meio do programa Menor Aprendiz. “Em relação aos jovens que completam 18 anos,encaminhamos eles para o mercado formal”, ressaltou o tenente-coronel Wanderley Yokoyama.

“A pedagogia que mais usamos aqui é a do uso contínuo das boas palavras. Quando eu ensino ao jovem que ele deve apenas pensar, falar e praticar boas ações, o resultado disso é saudável e edificante. Utilizamos aqui o elogio, o incentivo e palestras motivacionais. Nesse sentido, promovemos a mudança”, acrescentou o tenente-coronel Wanderley Yokoyama.

 Monitora do projeto na escola, a soldado Samara Alves defendeu que a iniciativa tem o objetivo de moldar o caráter do aluno. “Trabalhamos com o aluno temas como socialização, cidadania, comportamento, disciplina militar. O que visamos para eles é um futuro promissor, com a formação de um cidadão de caráter. Os alunos que estão aqui são vitoriosos”, destacou a policial.

Além de Manaus, o programa “Formando Cidadão” é realizado nos municípios de Itacoatiara, Iranduba, Manacapuru e Rio Preto da Eva. Em 15 anos, a atividade já formou 490 jovens, informou o tenente-coronel Wanderley Yokoyama.

Proerd – Também realizado pela PMAM em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) vai atender, este ano, 21 mil alunos da rede estadual de ensino.

 O Proerd tem como objetivo levar aos estudantes, em sala de aula, informações sobre os riscos do uso de drogas. O programa foi criado em 2002 e, nesses dez anos, já atendeu a 300 mil alunos.

No dia 23 de abril, Seduc e PMAM realizaram a aula inaugural da edição deste ano do Proerd. O evento foi realizado no auditório Deputado Belarmino Lins, na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM). A aula contou com a participação de estudantes da capital do Estado, que vão participar do programa nesse primeiro semestre.

Em 2013, o Proerd estará em 34 escolas da capital do Amazonas e em mais oito municípios do interior: Manacapuru, Parintins, Carauari, Coari, Iranduba, Urucará, Boca do Acre e Tabatinga.