Governo do Amazonas entrega cartões Amazonas Solidário e anuncia ações sociais em Iranduba

Foto: Alfredo Fernandes
Foto: Alfredo Fernandes

O Governo do Amazonas beneficiou um total de 793 famílias da área urbana e rural da cidade de Iranduba (a 27 km de Manaus) nesta segunda-feira, 9 de julho, com o cartão Amazonas Solidário. O auxílio de R$ 400,00 foi destinado aos moradores que ainda não tinham sido contemplados na primeira etapa de distribuição. A entrega foi realizada no ginásio poliesportivo Deputado Josué Araújo de Almeida, onde também foram anunciadas ações do Governo do Estado na área da assistência social e educação para o município.

Nesta segunda fase, nos municípios de Careiro da Várzea, Manacapuru, Itacoatiara e Iranduba, foram beneficiadas 7.148 famílias. A ação foi acompanhada pela presidente do Fundo de Promoção Social (FPS) e primeira-dama do Estado, Nejmi Jomaa Aziz, que, destacou o lançamento do projeto da Cidade Universitária da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), que será feito pelo governador Omar Aziz, no dia 12 de julho. O projeto contempla alojamento, um hospital universitário com 200 leitos e as unidades acadêmicas que abrigarão alunos da instituição.

Na área da assistência social, a presidente do FPS enfatizou a construção da sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), que deve beneficiar 120 pessoas. Os recursos serão liberados após a segunda reunião, deste ano, do Conselho Deliberativo do FPS, segundo informou Nejmi Aziz.

Para as pessoas com necessidades especiais, o Governo do Amazonas vai ampliar o programa Viver Melhor, que já atendeu 90 moradores de Iranduba, para oferecer maior assistência às famílias, assim como o programa Oportunidade e Renda com os cursos para inserção no mercado de trabalho e qualificação profissional.

“O governador não quer só se preocupar com Manaus, mas com todo o Estado do Amazonas porque em todos os lugares as pessoas precisam de ajuda. E uma das preocupações do Fundo de Promoção Social é disponibilizar projetos que geram renda e oportunidades para as famílias”, enfatizou a primeira-dama.

Sementes e cestas – A presidente do FPS ainda participou da entrega de mil cestas básicas, fruto de doações de empresários e empresas que compõem a Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam) e da Câmara Nipo-Brasileira do Amazonas. A Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) vai realizar a distribuição de 95 kg de sementes de hortaliças para os moradores recomeçarem o trabalho das plantações.

Novo lar – Com o período da vazante se aproximando gradualmente, o recurso do Governo Estadual vai servir para algumas famílias poderem sonhar com uma nova casa própria. Como é o caso da dona de casa Francisca Inês, 51. “Desde que começou a alagação, fiquei sem casa porque a água invadiu e destruiu ela toda. Daí, vou começar a construção de uma nova para morar com meus quatros filhos”.

A autônoma Vânia Freitas, 47, afirmou que vai fazer reformas assim que as águas do rio Solimões baixarem. Moradora da comunidade do Acajatuba, ela diz que está ansiosa para poder iniciar as obras. “Vou comprar tábuas novas para fazer outro piso e parede. Vou iniciar esse trabalho quando as águas baixarem mais um pouco. Não vejo a hora de voltar para minha casa”.