Ginastas apoiadas pelo Governo do Amazonas retornam da Bulgária com medalhas

Foto: Michael Dantas
Foto: Michael Dantas

Após 15 dias de intercâmbio técnico na Bulgária, as ginastas Emilly Góes, de 11 anos, Amanda Sales, 11, e Maria Izabel Padilha, 10, além das técnicas Sâmia Maia e Alessandra Balbi, retornam a Manaus com duas medalhas de bronze e a quarta colocação durante o torneio internacional na cidade de Kyustendil.

Maria Izabel e Emilly ganharam medalha de bronze na disputa com bola e arco, respectivamente. Já Amanda ficou em quarto lugar na competição com arco e promete se dedicar mais para melhorar tal resultado.

“O arco é o aparelho que tenho mais dificuldade, por isso vou treinar mais e melhorar minha série para conseguir a classificação para o Campeonato Brasileiro em Florianópolis”, disse.

De acordo com a presidente da Federação Amazonense de Ginástica (FAG), Verônica Martins, o intercâmbio foi uma ação do Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Desporto e Lazer (SEJEL) que ofereceu suporte com as passagens aéreas e hospedagem.

“Foi a primeira vez que conseguimos enviar três ginastas e duas técnicas para um intercâmbio de tamanha importância na Bulgária, país este considerado o berço da ginástica mundial. Temos muito o que agradecer ao Governo do Amazonas”, destacou.

As ginastas fazem parte do Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (CTARA), que oferece suporte físico, técnico, nutricional e psicológico aos atletas em oito modalidades: atletismo, boxe, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa e tiro com arco.

A titular da Sejel, Alessandra Campelo, informou que todo esse investimento tem o objetivo de colocar uma amazonense na seleção da modalidade nos Jogos Olímpicos de 2016.

“O Governo não quer apenas investir nas atletas, mas também na capacitação das treinadoras que se dedicam diariamente na formação de uma nova geração de campeãs”, ressalta Campelo.