Suhab completa 47 anos no desenvolvimento da política habitacional do Estado

Nesta quarta–feira, 27 de junho, a Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab) completa 47 anos de existência, consolidando a política habitacional do Governo do Amazonas. Ao longo desses anos, mais de mais 60 mil moradias foram planejadas, construídas e entregues à população, em bairros como Cidade Nova, Japim, Ajuricaba, Parque Dez, Nova Cidade, Galiléia, entre outros.

Até o final deste ano, a Suhab tem como meta entregar os conjuntos Cidadão XI, com 512 casas; Cidadão XIII, também com 512 casas; o Pró-Moradia, com 982 apartamentos; mais 40 apartamentos do Lar dos Hansenianos; e a primeira etapa do conjunto do programa Minha Casa, Minha Vida, com 3.511 unidades habitacionais. Já foram entregues este ano 800 apartamentos no Conjunto Ozias Monteiro I, no bairro Cidade Nova, zona norte.

Trajetória – No dia 27 de junho de 1965 foi fundada a Companhia de Habitação do Amazonas (Cohab), sancionada pelo então governador da época Arthur Cezar Ferreira Reis. Dez anos se passaram, e o governador Henoch da Silva Reis transformou a Cohab na Sociedade de Habitação do Estado do Amazonas (SHAM), uma empresa pública que atendia o Plano de Desenvolvimento do Amazonas (PDA), implantado pelo então governador entre 1975 e 1979.

A SHAM era vinculada diretamente ao gabinete do governador e integrava o Sistema Financeiro de Habitação. Por fim, a SHAM foi substituída pela Suhab, em 29 de maio de 1995 na administração do governador Amazonino Mendes. Atualmente, a Suhab é presidida pelo funcionário público de carreira e engenheiro, Sidney Robertson Oliveira de Paula, que está no cargo desde 2008.