Governador Omar Aziz entrega ajuda financeira a afetados pela cheia beneficiando dez mil famílias do Baixo Solimões

Foto_Alex Pazuello / AGECOM
Foto_Alex Pazuello / AGECOM

O governador Omar Aziz cumpriu nesta segunda-feira, 14 de maio,  mais uma etapa da entrega dos cartões Amazonas Solidário no interior do Estado. Na companhia da presidente do Fundo de Promoção Social, a primeira dama Nejmi Jomaa Aziz, e do vice-governador, José Melo, o governador entregou o benefício em dois dos cinco municípios contemplados nesta segunda-feira na região do Baixo Solimões. Em Anamã, 2.494 famílias receberam a ajuda financeira. Em Anori, onde foram entregues 3.049 cartões, os produtores rurais do município também receberam implementos agrícolas.

Famílias dos municípios de Caapiranga (1.090), Iranduba (2.811) e Manaquiri (1.096) também receberam os cartões no valor de R$ 400, totalizando 10.540 beneficiados somente nesta segunda-feira. Segundo a Defesa Civil do Estado, já são mais de 31,7 mil famílias contempladas com o benefício em 24 municípios. A meta, segundo  o governador, é chegar a 70 mil.

Em Anamã, primeiro município visitado pela comitiva, 100% das ruas estão inundadas. O governador pode constatar in loco a situação  a bordo de uma pequena embarcação. Ele também visitou o barco hospital para onde foram transferidos os atendimentos do hospital da cidade, que foi tomado pelas águas.

Aos produtores, que perderam toda a produção, Omar Aziz anunciou a distribuição de sementes e a  liberação pelo Governo Federal de uma linha de crédito especial para agricultores, pecuaristas, comerciantes e demais setores prejudicados pela cheia recuperarem-se do prejuízo financeiro. As condições especiais do crédito, que será liberado via Banco da Amazônia, permitem, entre outras vantagens, o desconto de 40% do valor emprestado, juros de 1% ao ano e prazo de até 10 anos para o pagamento da dívida. Os produtores que possuírem até quatro módulos ou o equivalente a 400 hectares não precisarão ter título da terra como garantia para o empréstimo.

“Além do cartão, estamos cuidando para que os que perderam a produção tenham motivação financeira e possam reconstruir suas vidas e a economia do município. Eu espero que isso possa amenizar um pouco o sofrimento de vocês”, disse o governador Omar Aziz, ao ressaltar que a linha de crédito, que será liberada via FNO, operado pelo Banco da Amazônia, já existia para o Nordeste e agora se estenderá ao Norte, atendendo a um apelo do Governo do Amazonas à presidenta Dilma Rousseff.

O valor da linha de crédito é de R$ 350 milhões para a região Norte. A partir desta semana, a Secretaria de Produção Rural (Sepror) e o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (Idam) iniciam uma campanha nos municípios para orientarem e informarem os produtores sobre o crédito.

“Numa situação como a que estamos vivendo, a economia dos municípios é atacada de uma forma praticamente irreparável. Não é só na cidade que as pessoas estão sofrendo. São também os produtores que perderam praticamente tudo”. Segundo a Sepror, os prejuízos no setor são de cerca de R$ 35 milhões.

Em Anori, onde mais de 70% da produção foi perdida, além do cartão Amazonas Solidário, o governador entregou implementos agrícolas. Foram distribuídos 400 motores de rabeta, 150 casas de farinhas, 100 kits de pescador, 80 kits de ferramentas para agricultura familiar e dois grupos geradores para as comunidades de Ponta Grossa e São Thomé. Omar Aziz anunciou, ainda, que ano que vem vai construir a estrada Anori/Codajás, uma indústria de pasteurização de Açaí e um novo hospital para o município. Também foi anunciada a implantação dos programas sociais Viver Melhor, voltado a pessoas com deficiência, e Oportunidade e Renda, para qualificação e estímulo ao empreendedorismo.

Fotos

mais imagens

Áudios